Lavagante


Lavagante

«Nada mais delicioso na vida», dizia Byron, «do que uma lareira acesa, uma salada de lavagante e uma boa conversa. Com ou sem ornamentos o lavagante é uma delicia quer para a vista quer para o paladar. A carne, de um rosa cremoso, a carcaça matizada de uma cor coral e creme por baixo e de um vermelho-profundo no dorso; assim como a textura, firme, delicada e saborosa, e o sabor, com um apetitoso aroma marinho, tornam-no. Desejável…….. e lamentavelmente caro.

Os lavagantes de águas frias são geralmente os melhores. O macho é de carne mais firme que a fêmea e tem as tenazes maiores e mais carnudas, mas a fêmea tem um sabor mais delicado, cauda mais larga, e contém o delicioso coral, que se torna escarlate durante a cozedura e serve para preparar um excelente molho…..se o leitor for capaz de utilizar parte de tão sumptuosa criatura para o fazer.

Embora se encontrem todo o ano à venda, são melhores durante o verão.

Ao comprar, se estiverem vivos, devemos escolher os mais pesados em relação ao seu tamanho e que tenham as duas tenazes inteiras; a carcaça deve ser de cor azul ou verde-escuro. Se estiverem cozidos, verificar se a cauda se volta a enrolar quando se endireita; isto é sinal de estava vivo quando foi cozido.

Como conservar o lavagante vivo  

Para conservá-lo vivo em casa, não mais de 1 ou 2 dias, embrulha-se em papel de jornal sem apertar, mete-se num saco de papel perfurado, para que o ar entre, e guarda-se no frigorífico, no compartimento para legumes.

Como preparar lavagante

Para cozinhá-lo em casa: 1º estende-se em cima da bancada de trabalho com o ventre para cima; 2º – tapa-se a cabeça e as tenazes do lavagante com um pano de cozinha húmido, para protecção das mãos. 3º – com uma faca de ponta forte e afiada, faz-se uma incisão rápida na direcção da cabeça à cauda. Assim fica seccionada a espinal-medula. Espera-se uns momentos, até que se extingam os reflexos, 4º – limpa-se o lavagante, retirando a bolsa de areia da cabeça, se a tiver, reservando o coral e o cremoso fígado. Ambos se usam para preparar o molho. O lavagante cozinha-se imediatamente.

As melhores formas de cozinhá-lo são as mais simples: Fervido, cozido ao vapor ou na grelha. Serve-se com manteiga derretida e sumo de limão ou com uma boa maionese. As carcaças guardam-se para aromatizar uma boa sopa de peixe ou usam-se para um bisque ou um molho de lavagante.

About these ads

Sobre JNascimento

Kota amante da boa mesa e da boa música
Esta entrada foi publicada em Mariscos com as etiquetas . ligação permanente.

Uma resposta a Lavagante

  1. Pingback: Como preparar e cozinhhar lavagante | O Retiro do Sossego

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s