Couves-flor


Couves-flor

Como as primeiras couves-flor não costumavam ser maiores do que uma bola de ténis, justifica-se a queixa de seis viajantes que no século XVII, em Itália se levantaram da mesa de um palácio tão esfomeados como tinham chegado, depois de haverem partilhado entre eles uma couve flor, um prato de enchovas e três ovos cozidos. As couves-flor modernas podem ser enormes, embora por irónico que pareça, agora se comece a cultivar, para congelar, uma variedade não maior do que uma bola de golfe. Na Sardenha e no Sul de Itália encontra-se uma couve-flor de cor púrpura, mas a menos que se coza cuidadosamente ao vapor, torna-se verde com a cozedura.

   Uma cabeça fresca de couve-flor apresenta um ramalhete compacto de raminhos de cor branco-cremosa e dever ser pesada para o seu tamanho. Se os raminhos se estão a abrir ou se se desprendem isso significa que a couve-flor está demasiado madura.

   Quando se cozinha, começar-se-á por provar se está tenra depois de uns dez minutos aproximadamente, espetando-lhe com cuidado um palito no tronco central, e continuar-se-á provar até encontrar, ainda que escassa, alguma resistência. Uma couve-flor inteira cozinha-se em 25 minutos em água a ferver, os raminhos separados necessitarão mais ou menos oito e cozinhar-se-ão de forma mais regular. O excesso de cozedura converte a couve-flor numa pasta desabrida.

   A couve-flor fervida necessita de um molho, que pode ser de tomate, ou então um creme leve, temperado com queijo ou mostarda, ou um ao estilo italiano, com cebola picada, alcaparras, azeitonas e enchovas; também fica bem com cubos de pão fritos e ovos cozidos picados. A couve-flor e  o queijo têm especial afinidade: a couve-flor gratinada é um prato clássico e até um prato que na Inglaterra se dá às crianças, pois a couve-flor com queijo é deliciosa se estiver bem preparada. Os raminhos crus, dispostos em volta de uma taça de maionese temperada com mostarda, são uma boa ideia para um cocktail; cozidos e fritos, com um tempero de vinagrete com mostarda, são uma salada deliciosa.

Sobre JNascimento

Kota amante da boa mesa e da boa música
Esta entrada foi publicada em Couves. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.