Gritos – O Silêncio


Mails para a minha Irmã

2014-12-28 23.54.13

O silêncio não é de ouro.

É uma mordaça.

E o que guarda o verdadeiro tesouro

São as palavras na boca da moça que passa.

Não te cales, grita!

Não cedas, ocupa!

Ergue a voz e o braço,

Dá um passo e luta!

Não cales, nunca, a palavra.

Não recolhas, nunca, o ato.

O texto é um arado que lavra.

Não dês espaço à ignorância,

Zurze e castiga os néscios.

Confina-os ao redil

Da sua própria imbecilidade.

Pisa e esmaga

A palavra assim proferida.

Ganha terreno ao silêncio

E, pelo verbo,

Conquista a vida.

jpv/dezembro 2014

View original post

Anúncios

Sobre JNascimento

Kota amante da boa mesa e da boa música
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s