Auditoria ao DCIAP: um triste retrato da justiça


VAI E VEM

DCIAP LOGOA auditoria ao Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) da qual os jornais  publicam hoje vários excertos, não pode deixar de causar a maior perplexidade e preocupação. Não se sabe se os excertos publicados são os mais relevantes do ponto de vista do fucionamento da justiça ou se são apenas os mais mediáticos porque o DCIAP não divulga o documento no seu sítio electrónico, apenas se conhecendo os excertos seleccionados pelos jornalistas segundo os seus próprios critérios.

Lamenta-se a falta de transparência, uma vez que os cidadãos têm o direito de conhecer o documento na íntegra e não apenas os excertos escolhidos pelos media.

Eis alguns desses excertos:

(…) profunda desorganização no funcionamento daquela estrutura [DCIAP], polícias recrutados por amizade, gastos avultados, uma distribuição dos inquéritos sem qualquer critério e atrasos que chegam aos 10 anos na tramitação dos processos de prevenção de branqueamento de capitais”.

View original post mais 233 palavras

Anúncios

Sobre JNascimento

Kota amante da boa mesa e da boa música
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s