A ocupação como meio de luta: a experiência da TOCA


Por este exemplo se pode ver de que lado estão aqueles que se intitulam de socialistas.

Abril de Novo Magazine

Em Abril de 2007 uma manifestação com cerca de uma centena de jovens, na sua maioria estudantes, concentra-se em frente ao edifício da Câmara Municipal da Amadora para exigir uma política cultural para o Concelho. Apesar de ser uma das cidades mais jovens e densamente populadas do Distrito de Lisboa, a Amadora é, desde a queda da autarquia nas mãos do PS, um deserto de cultura e um armazém de mão-de-obra barata.

Apóis a leitura de um comunicado, a manifestação do recém-formado MARCHA (Movimento de Acção Reivindicativa pela Cultura e Habitação na Amadora) desloca-se até à antiga taberna Portas Largas, um espaço com quase dois séculos de história, há décadas abandonado pelo proprietário, um conhecido capitalista, mais tarde apanhado num esquema de corrupção.

Nas semanas anteriores, o MARCHA tinha contactado com os vizinhos, explicando o projecto e convidando a comunidade a participar. Ao longo das dezenas de conversas, foi consensual…

View original post mais 493 palavras

Sobre JNascimento

Kota amante da boa mesa e da boa música
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s