CGTP-IN opõe-se ao Acordo Transatlântico sobre a liberdade do comércio


Abril de Novo Magazine

ttipO comércio internacional desde sempre foi desenvolvido com as limitações que lhe eram impostas pelas barreiras determinadas por cada Estado nacional, para melhor defender os seus interesses. Contudo, ao longo de décadas, as barreiras alfandegárias foram sempre questionadas pelo grande capital, porque as limitações retiravam às multinacionais e ao imperialismo a possibilidade de acesso e açambarcamento de bens e riquezas essenciais ao desenvolvimento dos povos e dos países. As grandes potências sempre tiverem necessidade de estabelecer acordos sobre a liberalização do comércio, sendo a mais conhecida a que tem sido designada por GATT, a qual, anos mais tarde, veio a dar origem à Organização Mundial do Comércio (OMC) e, agora, tem continuação nas negociações de Doha.

A Constituição da OMC tem muitas áreas do comércio que continuam fora do seu âmbito, pois continuam a ser protegidas por barreiras nacionais como a agricultura, a energia, os serviços garantidos aos cidadãos pelos…

View original post mais 1.191 palavras

Sobre JNascimento

Kota amante da boa mesa e da boa música
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s