Escravocracia


Abril de Novo Magazine

As maiores fortunas nacionais têm origem no comércio de escravos ou dos rendimentos obtidos com base na escravatura. Os assalariados são mão-de-obra inquieta, por vezes reivindicativa e contestatária, há que puni-los e levá-los ao redil. E uma vez disciplinados pô-los à venda no mercado a preços atrativos, denominando-os de “peça” como era conhecido pelos negreiros. Uns são exportados para venderem a sua força de trabalho no estrangeiro, os que ficam só conseguem sobreviver se ao patronato for dada rédea-livre para fugir a encargos fiscais, aos “altos custos do fator trabalho”. As despesas do Estado ficam por nossa conta.

“Nós temos de conseguir ser mais atrativos para o investimento, não apenas no que respeita à fiscalidade sobre o rendimento das empresas, mas também no que respeita ao custo do trabalho para as empresas. E estou convencido de que conseguiremos com a União Europeia concretizar esta reforma nos próximos anos, de modo…

View original post mais 40 palavras

Sobre JNascimento

Kota amante da boa mesa e da boa música
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s